quinta-feira, 3 de maio de 2012

Ficou



Eu amei, amei muito e de uma forma que eu jamais pensei que fosse amar. Amei cada dia, cada minuto, amei cada hora que estávamos juntos, amei da cabeça aos pés. Eu fui amada. Eu tenho certeza, e não foi pouco, foi muito. Eu fui muito amada. Eu vi no olhar, no sorriso, a cada vez que a mão dele tocou meu cabelo. Eu fui amada a cada abraço, em cada encontro, fui amada em cada beijo. Havia amor nas despedidas, nos encontros, aquele amor que você sente nas mãos dadas e nas doces palavras do eu te amo.  

Hoje o amor anda adormecido. Calado, quieto, morto talvez. E eu que passei tanto tempo ao lado de um alguém, ando me perdendo nos braços alheios. Eu sei, eu tenho que me acostumar ao novo. Ninguém me perguntou se eu queria o novo, mas eu estou aqui, estou viva, respirando. Um dia de cada vez. Acordei muito quebrada, alguns dias eu pensava em nem acordar, acordei de olho borrado, de olho inchado de tanto chorar, ia dormir soluçando, silenciosa e sem um pingo de esperança no coração. Hoje eu estou melhor, eu já respiro mais aliviada, e até penso em outra vida, em muitas vidas.

Hoje eu consigo olhar para frente e até fazer planos, quero ter algo para me apegar. Hoje eu gosto mais do sol, vivo mais intensamente, já sei que tudo tem seu fim. Sei que o começo é doce e então aproveito cada segundo de um começo. Hoje eu sei que a gente tem que saber viver sozinho, viver por viver e por gostar, sem precisar se apegar a alguém como se estivesse a cair de um precipício. Hoje sei que tenho que estar segura por mim mesma.

Nenhum comentário:

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.