sábado, 7 de maio de 2011

O que eu preciso dizer




Eu preciso dizer que estou insegura. Queria saber o que passa na sua cabeça e qual a conclusão que você tirou da nossa difícil conversa. Não sei se você sabe, mas doeu. Cada palavra vestida de acusação pesou em meu coração , pesou em mim, e nos meus sentimentos. Não sei se você percebeu, mas quando a gente fala sem pensar  e semcolocarfreiosnaspalavras corremos o grande risco de machucar o outro. E foi exatamento o que fizemos.

Aqui dentro agora resta um amor enorme, uma insegurança tímida e uma vontade de dizer o que vem crescendo aos poucos e que mal me deixa respirar.  Eu tentei te abraçar, tentei te mostrar todo o amor que eu sinto. Mensagens, e-mails, cartas. Como se o eu te amo não bastasse, eu sinto que só ele do jeito que estava já não dava conta do meu recado. Meu recado desesperado que implorava por um pouco mais de atenção. Havia mais de um tipo de distância entre nós. Por que só eu não percebia isso?

Foi aí que você me disse que não estava mais sentindo a mesma coisa. Você disse que não acreditava mais na gente.E eu achei que tivesse entendido, mas depois desentendi tudo, depois tudo escureceu e eu mal conseguia respirar, falar e pensar. Eu não conseguia nem me mexer. Apenas o coração, só ele que continuava em seu movimento involuntário, batia, batia, batia. Aquele tum tum tum apertado parecia sufocar, tirar os sentimentos, o gosto e a vontade.

Então eu comecei a procurar motivos. A gente faz isso, né? Quando algo dá errado a gente procura uma razão, um culpado, algum tipo de arrependimento. Não sei se você vai acreditar ou entender isso, mas eu não encontrei nenhum motivo. Sabe por quê? Porque eu achava mesmo que o nosso amor fosse maior do que qualquer coisa, qualquer distância, qualquer briga, qualquer carência ou vontade. Achei que o nosso amor e tudo o que vivemos, tudo o que foi dito um para o outro, fosse grande demais para ser mais fraco que um fim. Achei que as nossas mãos únidas fossem mais belas que uma liberdade boba, achei que nossos nomes gravados em simples objetos feito uma aliança formavam laços inseparáveis, achei que as promessas fossem mais eternas do que o enquanto dure, e tinha uma certeza aqui dentro de que eu tinha sim, encontrado o homem da minha vida. E eu sonhava, meu Deus como eu sonhei. Sonhava com o dia que estaríamos juntos e que como você me disse um dia, nós dois, iríamos dizer para os nossos filhos “viu, nós aguentamos esse tempo todo separados...”. Era o que você me dizia, era o que eu pedia, me espera, eu te espero. 

E aí, por algum motivo você se perdeu da nossa vida. Esqueceu o amor. Faltava pouco, sabia? Eu estava mesmo decidida a largar tudo, deixar tudo para viver com você. Agora eu percebo que perder você dói muito mais do que perder tudo o que eu acho que tenho. Dizem que eu devo te deixar ir, quem ama faz isso, deixa ir. Dizem que eu devo te esquecer e que devo partir para outra.  Mas tá difícil. Foi tão bonito, você não percebeu? Ainda sinto sua mão na minha, ainda ouço as suas palavras, seu colo, o seu respeito.  Aquele amor todo que me fazia bem.
 
Eu sei que vou ficar bem. Acho que você está bem. O carinho vai ficar guardado na caixa junto com as fotos, tá? As lembranças eu vou deixar em todos os lugares que passamos juntos e os sonhos, acho que esses eu devo trocar por outros, afinal, falando de amor, não dá pra sonhar sozinho.

14 comentários:

Marcela disse...

*abraço*\o/

Dango Costa disse...

Você - e tantas outras pessoas - sabem que não amo... assim dessa forma de se entregar a uma mulher... que tenho certeza q nasci pra ser só. Mas vc tb sabe que eu tenho o sentimento em mim. Sem destinatários. Sei disso pq músicas, filmes, histórias, poesias me tocam... algumas beeeem fundo. E vc me toca fundo. Já disse que acho que vc é melhor do que seus ídolos. E é por isso! Vc sabe se expressar. E mais do que isso, vc sabe do que falar. "A falta q a falta faz" não é só mais um blog de mulherzinha... é um enorme coração. Respeito muitos seus sentimentos e tenho uma empatia enorme por você! Estou na torcida por vc nessa longa estrada da vida. Bjo! Te amo, guria!

ps: lendo seu texto me passou tantas outras pessoas q considero poetizas... Adriana Calcanhotto, Dolores O'hidon.... Ñ vou dizer q vc está se perdendo pq acho q o q vc faz aqui nos faz nos encontrarmos (e tentamos devolver o favor de alguma forma).

Dango Costa disse...

ah, aposto q o Jay Vaquer teria orgulho de ter o nome da musica dele como nome de seu blog.

Luh disse...

Miiiiigs! Tanto tempo que eu não vinha por aqui! Ainda bem que eu vim hoje!
Estarei sempre do seu lado quando você prescisar, amiguinha!
Amo-te, baranga!

Tom - Everton Moreita disse...

Você também foi uma das pessoas que me deu conselhos sobre o assunto. Logo ontem, quando fui falar com você, não sabia o que estava acontecendo mas, sabia que tinha algo de errado. Não posso te dar um abraço ou o meu ombro mas, você sabe que eu estou a hora que você precisar de algumapalavra(mesmo que eu não seja muito bom com palavras). Me emocionei com cada palavra que você disse aí...

Ellen Lacerda (Elinha) disse...

É tão difícil quando isso acontece...
Mas passa, pode crer. Ficam lembranças que te perseguirão sempre, mesmo quando vc não as quer...
Um dia vc percebe: não dói mais.
E segue em frente com mais segurança.
Fica bem tá, qualquer coisa, manda um emai: elinhalacerda11@hotmail.com.
xero grande.

Idiótica. disse...

A distância, a falta de entrega de uma das partes, dificultam tudo. Mas ainda acredito no velho clichêmelodramático ''o que tem que ser, será.'' Abraço.

Julia disse...

É muito ruim quando passamos por uma situação como esta. Não vou dizer que sei exatamente como vc se sente, porque não passei por um momento igual a este, mas sei que tudo isso vai passar.
Talvez seja um pouco mais fácil(aliás, muito mais) pra mim falar disso, porque estou do lado de fora, mas te asseguro que já passei por momentos em que pensei que não iriam acabar nunca, e que me iriam marcar pra sempre, mas vi que o que pensamos num momento de tristeza não é a realidade da vida. Tudo passa e essa dor vai passar também. Erga a cabeça e tente organizar seus sentimentos, e esperar pelo tempo certo, porque tenho certeza que o amor vai bater a sua porta algum dia, e não irá te decepcionar.

Beijos :*
Tenha uma boa semana!

Thiago Magno disse...

Suas palavras parecem que são minhas.Tão minhas q em algum ponto até me confundi e pensei q foram roubadas da minha cabeça. Se eu pudesse roubava todo o apoio, carinho e conselhos que você me deu. Roubava toda tranquilidade, companheirismo e consciencia que vc me passava. Daria tudo isso, pra q vc pudesse não sentir oq vc sente e te confortar. Tudo q eu posso te dar agora é minha compania, amizade , coragem e esperança de q tudo isso vai ser superado de uma forma menos bruta e dolorosa.
Amo você em todas as letras.

Naty disse...

Posso dar outro abraço? Não sei o que dizer.. Fique bem!

=**

Érica Verônica disse...

Eu posso te oferecer agora só dois braços longos, e um ombro pra você se apoiar..

Te amo pequena. Você sabe disso né. Fica Bem =)

Larissa disse...

In-crí-vel !

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

a insegurança arde em todos nós

A... disse...

Passeando pela net..pulando de blog em blog, para surpresa minha, li seu texto e meu vi completamente! O momento que estou passando! Dois dias antes de meu ex terminar...Recebi dele um email lindo..." Fulana es a mulher da minha vida, nos somamos..bla bla bla...Fiquei sem chão..perdida...Como de uma hora para outra, deixei de ser tudo isso??? Namoravamos a distancia...e como voce...eu iria largar tudo e segui-lo! Mas por ele ter sido verdadeiro...Nao encontrei motivos de odia-lo, o que seria muitooooo mais facil para esquecê-lo!!
Homens que seres estranhos!!! rs

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.