terça-feira, 27 de outubro de 2009

Papai do céu,


Eu sei que ando meio ausente, sei que me perco nos seus mandamentos e ensinamentos e por fim, sei principalmente que faço mais pedir do que agradecer, mas hoje eu quero fazer diferente. Eu fiquei pensando nas coisas que o Senhor fez por nós. Não, eu não estou falando de Jesus, nem da velha arca e muito menos da costela que o Senhor arrancou do pobre Adão para fazer a espertinha da Eva. Eu falo da melhor e mais misteriosa das suas invenções, pois sim, creio que você seja o melhor dos físicos, químicos, matemáticos e biólogos.

Agradeço de todo coração as minhas perninhas, meus bracinhos, pezinhos, joelhos, boquinha, bochechinhas (que no meu caso não é nada INHA, o Senhor exagerou na Massa Humana nessa parte... não que eu esteja reclamando), unhas, olhos e até mesmo meus cotovelos enrugados. Mas quero agradecer por algo que considero e destaco: Obrigada pelo poder de ninguém conseguir ouvir meus pensamentos. Pois se existe uma parte que realmente é minha, só minha e de mais ninguém são meus pensamentos. Tão importantes, perversos, amorosos, nervosos, piedosos, tão meus. E neste ponto, Papai do céu, sou bem egoísta, afinal, se o Senhor os fez tão silenciosos é para que ninguém os ouça, por isso eu escolho a dedo o que deve ser dito ou não a todos. São os meus pensamentos. Minha imaginação.

Obrigada, obrigada por a vizinha do 604 não me ouvir pensar que ela é uma vaca-porca por deixar o cachorro filhotedecruzcredo dela fazer suas necessidades por todo jardim do prédio. Obrigada por minha mãe não ouvir o não por trás do meu sim quando ela me pergunta se o chazinho de gengibre está gostoso. Obrigada por minha amiguinha não ouvir minha indignação quando ela usou aquela saia rosa-chiclete ou quando aquele ex peguete não ouviu meus pensamentos quando ele perguntou por que eu não queria namorar ele. Obrigada pela Larissa não conseguir ouvir minhas palavras de desprezo na hora da prova de matemática, pois sei lá o motivo aquela loira do Iraque escrevia números do tamanho de uma formiga e eu não consegui colar nem uma resposta. Obrigada por todos estes pensamentos morarem apenas em mim.

Eu me sentiria péssima se não pudesse filtrar minhas palavras. Mas o Senhor foi bastante inteligente, abriu a torneira das palavras, mas logo em seguida conseguiu fechar da mente.

Mas creio que já ocupei bastante o seu tempo, recolho aqui meus pensamentos.

Boa noite.

7 comentários:

Luna Sanchez disse...

Amém!

A parte da vizinha, da colega de aula, da mãe, do peguete...eu ri. Mas teu texto tocou láááááá no fundo : sempre agradeço a Deus por ser dona dos meus pensamentos, por ter meu universo particular assim, protegido, a salvo de invasores e fofoqueiros de plantão.

Aqui, na minha imaginação, sou rainha de mim, uso coroa e camisola o dia inteiro, e o mundo é do tamanho da minha inspiração. =)

Adorei, Nara. Sinto orgulho de acompanhar teu blog.

Dois beijos.

ℓυηα

Érica Verônica disse...

Assim seja!

Papai do céu é simplesmente genial. Conseguiu arquitetar o ser humano de forma sublime.

Ainda bem que tenho os meus pensamentos livres dos ouvidos dos outros. Penso cada coisa que ás vezes tenho até vergonha., mas mesmo assim me divirto com eles.

Bju grande amiguinha. Amei o texto!

Lari disse...

Amém,
Muito lindo e tocante o que você escreveu sobre a sensibilidade desse Pai maior de nos guardar um cantinho escondido só nosso, onde podemos pensar o que nos dá na telha e ninguém ficar sabendo, reclamamos muito e agradecemos pouco, somos saudáveis, tanta gente que nada tem, em contrapartida nada pede conformados com a vida que lhes foi concedida, tanto temos nó, e quanto mais temos mais queremos.
Infinita, sensível, linda, é você, assim como nossa mente!

Beijos!

Lets disse...

MARAVILHOSO!
Não há nada mais a dizer além disso.
E vc tem razão, graças a Ele que nossos pensamentos são nossos e de mais ninguém. Se não não teríamos nem a metade do que temos.
Eu também me senti no dever e agradecer isso. As vezes tenho pensamentos bem maléficos sobre as pessoas. Mas a gente engole tudo com cerveja e fica bem depois. hehehehe
um beijo minha flor!

Aline disse...

Nossa, parabéns! Adorei o teu texto, de verdade! :D
Esses dias mesmo estava conversando sobre o fato de os nossos pensamentos serem só nossos e de mais ninguém, você soube expressar muito bem aquilo que eu também penso. Adorei mesmo, concordo plenamente com o que você disse.
E ainda bem que os nossos pensamentos são só nossos! Obrigada pai do céu. :D

Beijos, adorei o blog.

Amigo Gay disse...

Amei a parte de abrir a torneira das palavras! Ai, se fosse fácil, né? Agradecer aos bons pensamentos... vou ficar pensando nisso hoje!

Beijos, minha linda!

Nathy disse...

Se todas as pessoas soubessem o que eu penso delas.. tenho até medo.

E quer saber, se os pensamentos são meus, uso como quiser! Não é pra ninguém ouvir mesmo.

Pode pensar o que quiser Pekena: que o vizinho da frente é lindo, o do lado é chato, a menina da sala é piriguete, a professora um porre.. só você vai saber, e isso não é proibido! =)
Dá até sensação de alívio..

Beijitos

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.