segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Palpite


Sábado. Trinta e um de outubro. Dia das Bruxas. Eu em casa. Veja bem, Nara e sábado são palavras que andam se estranhando, elas se pegam no tapa no corredor, é bate boca, é palavrão, choro, puxão de cabelo e ÓDÉÓ. Eu estou em casa... E logo no sábado que só passa Zorra Total na televisão. Ô inferno. Mercúrio não deve estar na casa certa. Mercúrio, volta pelo amor de Deus!

Eu sei, eu sei, a culpa é minha, as pessoas chamam pra sair, ver a Lua, tomar um sorvete, um show, a praça, shopping, Las Vegas, qualquercoisaquetenhamovimento e eu aqui. Parada. Oi, sou uma estátua.

Até que eu não me importo muito, sabe (não?)? Mas é que eu me peguei lendo blog de auto-ajuda. Pra mim é o fim. Eu jurei pra mim, nunca, jamais, em hipótese alguma ler essas coisas de auto-ajuda. Encontre seu eu, porque as mulheres fazem sexo e os homens amor (ah, é o contrário? Que coisa), como ser malvada, leve seu homem na coleira, auto-estima já, o espelho é seu amigo e blábláblá. Eu não acredito nisso. Não pode existir um livro que sirva para mim, minha avó e meu primo, somos diferentes, certo? Eu gosto de arroz, vovó feijão, meu primo de biscoito de chocolate. Eu gosto de cabeludos barbudos, vovó a essa altura deve gostar dos carecas e meu primo tem horror a meninas porque elas não sabem brincar de carrinho. Logo, se eu levar um pé na bunda eu não vou ler o mesmo livro que minha melhor amiga só porque pra ela funcionou, afinal, minha dor de cotovelo é diferente da dela.

Mas eu queria uma companhia. Ah, queria mesmo. Ah, estou me sentindo sozinha. E aí vem uma vozinha lá de dentro, lá no fundo...

"Tô com saudades de você, debaixo do meu cobertor
De te arrancar suspiros, fazer amor
Tô com saudades de você, na varanda em noite quente
E o arrepio frio que dá na gente
Truque do desejo
Guardo na boca, o gosto do beijo.
Eu sinto a falta de você, me sinto só
E aí?
Será que você volta?
Tudo à minha volta é triste
E aí?
O amor pode acontecer de novo pra você
Palpite"

Palpite - Vanessa Rangel

7 comentários:

Luna Sanchez disse...

O amor sempre pode acontecer de novo, né, Nara? Nisso, sim, as possibilidade são amplas e variadas pra ti, para a tua avó e para o teu primo.

Sou tão caseira, gosto que me enrosco de estar nos meus domínios. Adoro sair, mas tem que ser algo que compense todo o trabalho, se não, mergulho no sofá, felizdavida.com.br

* Obrigada por visitar o Céu : venha sempre, tuas visitas me deixam feliz, feliz, feliz, porque tenho um carinho enorme por ti.

Beijos, flor.

ℓυηα

Érica Verônica disse...

Deixa eu te contar um segredinho:

Ultimamente eu e os sábados estamos nos pegando tbm. Ás vezes bate uma depressãozinha de não ter de quem sentir "o gosto do beijo."

Aí eu me dou conta que o sabádo ganhou, e acabo ficando em casa enquanto o mundo ferve lá fora. Mas é sempre por escolha minha. Na hora que eu me sentir um pouquinho mais forte, eu falo pra esse sábado, metido a besta que ele não vai mais me fazer assistir novela das oito. Que eu vou sentir um prazer enorme de vê-lo virar domingo.

Mas agora, eu tô muito cansada pra isso!


Bju minha flor.. Me vi no seu texto.

o/

Lelli Ramz disse...

O melhor é nem palpitar... e sim logo s entregar....

c'est la vie!]


bjinhus, palpites e amores
Lelli

Vêza Lopes disse...

Ei Nara!
Também fiquei em casa sábado, depois de todos os meus planos terem dado errado... Fiquei com muito ódio!
Será que foi o Dia das Bruxas? Ou a Lua Cheia? Sei que minha noite tinha tudo pra ser perfeita e foi horrível!
Quanto aos livros de autoajuda, tb naum acredito, apesar de confessar jah ter lido "Porque os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor".
huahauhaa...
Mas isso foi um deslize...

Bjuus!

Carol Carvalho disse...

Oi minha lindaaaaaaaaaa
Saudades imensas daqui!!!! =D
Vem cá, que deprêzinha é essa heim?!
Nada de parar a vida minha flor.. vc é super nova (eu sei que falar isso pra quem não tá vivendo a situação é fácil.. mas eu falo do mesmo jeito!)rs
Aproveite os momentos que vc tem Narinha.. depois o tempo passa e vc não pode voltar atrás daquilo que passou.. Saia com os amigos, divirta-se... e deixe que a vida se encarregue de fazer o resto.
eu não gosto de te ver assim menina!!!
Cade a animação???
Bora aproveitar o verão!!!!!
(em pouco tempo eu volto com a programação normal... é que a minha vidinha virou de pernas para o ar... e tenho 14589521132546 novidades pra contar pra vcs... só falta o momento certo. Desculpe a ausência tá, eu acho que vc vai entender melhor depois... hehe)

Qualquer coisa da um grito e coloca um sorriso ai!

bjO grande Carol.

Carol Carvalho disse...

Tem selinho pra vc lá no blog novo.
Passa lá.
bjO carol.
http://mimosdoblogdacarol.blogspot.com/

Lari disse...

Tem uma múica do zeca baleiro na qual ele diz "não suporto livros de auto-ajuda", nem eu, nem um monte de gente, pessoas dizendo como você deve se comportar, isso não funciona minha gente!!!As respostas estão sempre dentro de nós...ou não.
Olha, sábados são dias televisivamente tediosos, vale muito apena acitar os convites, isso é, dependendo da pessoa que os faz, comigo é assim, com vc pode ser diferente.
Nara, essa música me marcou muito, quando eu era criança ela tocava em uma novela e eu vivia cantarolando, tinha uns 6 anos..já se passaram 10, tô ficando velha, rs, mas toda família até hoje quando escuta lembra de mim rsrs

Beijos!

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.