quarta-feira, 22 de julho de 2009

Entre você e o nós

Ele disse que eu deveria aprender a dizer não, suas palavras fizeram meu queixo cair. Como assim aprender a dizer não? A verdade é que eu sempre achei que tinha grande intimidade com o Senhor Não, pessoa séria, decidida, cheia de respeito e certezas. Fiquei surpresa ao perceber que ele tinha razão, eu deveria dizer não, e pior, deveria mas não queria.

O não dói, faz travar, o pensamento some, as expectativas desaparecem e fica a sensação de que não deu certo. O não parece tão negativo e desanimado. Naquele momento eu deveria fazer uma escolha, eu iria magoar alguém, talvez até escolher entre um e outro. Eu tinha que dizer não.

Fiquei indignada com a minha indecisão. Desde o segundo ano, quando minha professora me ensinou as facilidades do não, eu comecei a usá-lo sem medo e sem pudor: Não, não, não e não. ENE-A-OH-TIL. Do jeito que eu aprendi aquela palavrinha me parecia tão poderosa e sábia, queria aquilo pra mim. Era simples e eu achava que não fazia doer em quem dizia.

Foi aí que eu descobri que quando o amor está em jogo o não faz doer sim. E dói em ambas as partes, dói e faz latejar, faz querer abraço apertado e dizer que mesmo tendo o Senhor Não presente, o amor ainda existe, que o não foi apenas uma pausa para um forte e extenso suspiro.

Eu sempre disse que não sou boa em escolhas, quando vem junto com uma pequena pressão é pior. Minha vontade é de agradar a todos, ser presente, mostrar o quanto gosto. Enfim, às vezes não dá. Não consigo ser duas, três e estar em vários lugares ao mesmo tempo. É aí que nasce o não e a falta de presença.

Colocando em uma balança, fiz uma boa escolha. Percebi que eu não sou a única a querer atenção, percebi que sou uma boba que mistura as coisas, que às vezes é uma grossa e que tem uma atenção mínima. Agora eu sei que não sou tão esperta assim com o Senhor Não, ele é trakinas demais, me engana, passa a perna, me deixa pra trás e ainda manda tchauzinho cínico! Um grande filho da puta.

Um comentário:

Érica Verônica disse...

Calma amiguinha. Você não é a única que tem difculdade em diz "não". Por isso, aprendi a dizer um sim com valor de não...

É bem mais fácil. E parece que magoa menos. =]

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.