sexta-feira, 12 de junho de 2009

Mulheres são de Vênus

Eu concordo quando dizem que mulher é bicho engraçado, é coisa complicada, é diferente, um extraterrestre e que ninguém entende. Somos sim especiais e temos ideais incompreensíveis, às vezes releio minhas falas e fico surpresa. Como pude dizer tal coisa?
Eles (os homens), constantemente ficam com uma interrogação enorme na cabeça com nossos simples não, talvez e cêkisabe. Mas é assim mesmo, é melhor não tentar decifrar, é tentar entender como realmente foi dito. Sem muitos códigos, sem
letrinhapequenanocantinhodatela.

Esses dias meu amigo veio me mostrar algumas meninas da faculdade, me perguntar o que eu achava, me apresentar as fofuras dele. O rapaz tem bom gosto, uma delas um amor, é tudo o que eu queria ser: linda, engraçada, divertida, talentosa. A-do-rei, dei apoio. A outra era estilo carão, mas era perceptível o jeitinho de menina. Sem problemas. Mas tinha uma, que pelámórdiDéls : Pi-ri-gue-te! Tá, eu confesso a pitada de dor de cotovelo. Mas eu, como mulher, como simples mortal e cheia de defeitos, não me conformo com a perfeição! Como pode alguém ter um cabelo daquele? Como pode andar com aquela barriga de fora? Como pode ser bonita daquele jeito? Falta de respeito! Não dá, eu tenho que colocar um defeito, por menor que seja, mesmo que fosse uma alface no dente.
Ele justificou, me explicou as qualidades da menina, contou que ela salvou a vida de um gatinho inocente, que ajuda vovós a atravessar a rua, disse que a menina faz feio feliz constantemente, que ela até tem uma ONG. Mas olha aí, perfeita demais, boa demais, inteligente demais, deve ser chata demais também. Deve ter chulé e bafo. Só acredito na mortalidade dela depois de ouvir que ela já acordou de TPM e que já levou um pé na bunda.

Gente perfeita e boazinha demais me dá alergia. Poxa, cadê os tombos, as brigas, os gritos, o nó na garganta, o palavrão quando bate o dedinho, cadê o prazer, a vontade, a fome, o excesso? Eu gosto de gente, mas tem que ser de verdade, tem que ter extremos.
E mulher é assim naturalmente, às vezes acorda com preguiça de si mesma, não quer saber de espelho, não se importa com o cabelo e veste a primeira roupa que vê pela frente. Não é desleixo, é inércia, é a tendência de um corpo em repouso continuar em repouso. É querer ficar em seu estado natural, bem quietinha.

E vocês, homens insensíveis, antes de nos comparar com essas belezuras das revistas deveriam contar um milhão de ovelhas. Aquilo é falso, é bonito, mas falso. A beleza é tão vulgas, já ouvirão isso? Pensaram sobre isso? Vai embora rápido, fica a saudade do tempo feliz, onde o sorriso era limpo, o olhar não tinha rugas, tão indesejáveis rugas, pobres rugas, apenas mostram o quanto vivemos.

Pois não tentem nos entender, não tente agradar, não tente ser o que não é. Se for um ogro que arrota depois do almoço, faça, é melhor avisar como serão os próximos 25 anos. Nada de propaganda enganosa. Não nos compare com a Juliana Paes, linda, extremamente linda, mas cada uma tem a sua Juliana Paes. Tem gente que diz que ela é feia, que é Raimunda, se eu fosse homem eu babaria naquela mulher.
Se algum dia sua mulher estiver chateada com a vida, sentada em frente à tv com um pote de sorvete e após a sua infeliz pergunta de oquefoiamor ela responder que não é nada, acredite, é tudo.

Somos assim, implicantes, empolgadas, cheias de idéias mirabolantes e sensívelmente insensíveis. Docemente neuróticas, cheias de detalhes e sem manual de instrução.

6 comentários:

Del Lopes disse...

Aaah, véi... não sei o que dizer, mas eu já disse que você escreve pacarai, Tatu, adoro seus textos, tava com saudade deles, mas esse já vale pro período vindouro sem net (batendo na madeira - mas vamos torcer que ele seja breve, que seja breve)

Luiza disse...

"Não é desleixo, é inércia, é a tendência de um corpo em repouso continuar em repouso."

Aprendeu o que é inércia, agora fala toda hora! shauhsuahsa

.° celala disse...

Isso ai.. abaixo as capas de revista que me deixam depressiva! o/

Érica Verônica disse...

"...implicantes, empolgadas, cheias de idéias mirabolantes e sensívelmente insensíveis. Docemente neuróticas, cheias de detalhes e sem manual de instrução."

Amiga eu sou assim kkkkk.
Concordo com a Celala, poxa quando eu vou ter aquele corpão da Flávia Alessandra? Nunquinha.. tá na hra de apostar na campanha real beleza, sem photoshop, e truques de maquiagem. Campanha pela real beleza (acho que já lançaram isso, pq não continou?) Aff...

Junior Silva disse...

Oi Nara

Acho a "imperfeição" também atraente, dá um charme na mulher também. As mulheres tipo modelos nas revistas muitas vezes são "photoshopadas".
Agora, entender mulher é algo que nem me atrevo.

Beijos.

Aline disse...

Mininaaaaa... me vi! rs

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.