sexta-feira, 8 de maio de 2009

Plano B

É tão difícil saber perder. E eu acho que mesmo depois de muito tempo, eu não sei. Sério, eu não sei, confesso! É uma sensação tão ruim. Uma raiva, ódio. Principalmente quando você alimenta a vontade de ganhar, acredita que tudo vai dar certo, mas aí, quando o resultado final sai, tá lá, sua derrota pra quem quiser ver.
Me irrita o jeito em que eu acredito em mim mesma, fico certa de que a vitória é minha, afinal, dizem que é essencial acreditar em si mesma, não que eu tenha auto estima, tenho nada, nem um restinho. Mas às vezes faço as coisas e penso: “Nossa, ficou muito bom!”. Sinto que sou o primeiro o biscoito do pacote...
Mas não ficou bom não, minha querida! E sabe por quê? Porque você, exatamente você, fez tudo errado! Parabéns! Mais uma vez você não entendeu a ordem da maneira correta, se empolgou e não, não era desse jeito. Imaginou demais...

Sempre que perco, me lembro do Fantástico Mundo de Bobby. Eu não sei em qual, não sei o nome e nem sei se foi só um sonho, só sei que em um dos episódios, o Bobby está em uma competição e então ele começa a descobrir o gosto da derrota (acho que era de frango). O personagem da derrota não era feio, na verdade, eu não lembro da fisionomia do bichano, eu lembro que, coitado, ele deu altos conselhos pro Bobby. E vamos combinar, frango não é tão ruim assim.
O Bobby nesse episódio aprendeu, aprendeu na pratica, na marra! 8 ou é 80! E não, também não lembro o final do episódio. Mas pareceu fácil.

Tem gente que se mata pra ganhar, quer ser o melhor a qualquer custo. Eu não. Me esforço quando tô afim, quando acho que vale a pena. E quando eu digo ganhar/perder, eu não falo de esportes, porque nisso, eu não sou boa mesmo não, sou péssima, coordenação motora zero! Nem me importo. E quando perco em jogos, aceito numa boa. Até dou risada da situação. Mas quando o assunto envolve valores, quando posso perder algo importante, quando acho que posso agradar alguém, quando quero fazer diferença em alguma coisa (nem que seja apontando um lápis), quando meus sonhos e planos estão envolvidos, eu fico louca! Me sinto a última das mortais por perder! Odeio me decepcionar, odeio decepcionar as pessoas. É uma obrigação acertar coisas óbvias! Tá, eu sei que não é, mas meu lado Hitler às vezes se joga. Cara folgado. Tenho certeza que a culpa é dele. Ele (o Hitler) exige demais de mim.

E tem aquela velha história, as brigas que ganhamos, que fazemos questão de contar para todos, essas com o tempo são apagadas, esquecidas. Mas as brigas perdidas, essas ficam, marcam. O tempo passa e sempre fica rótulo de eunãoconsegui/eunãoposso/nãoleveinenhumtroféu. Daí é uma nova batalha, até você provar para si mesmo que podesim, que conseguesim.

Comigo não é diferente. Acho que sou marrenta. Quando me racho no chão, quero levantar e provar que eu sei andar, sim, tá? Posso não saber, mas finjo, da maneira mais cínica possível. Eu tenho pernas, elas estão aqui pra isso! São fininhas, curtas, mas são minhas, GrazaDeus! Mas eu sei também admitir que não sei,admitir minha falha e pedir ajuda. Mas dói, o que dói é perceber que não deu certo, que o plano B, aquele que você tem tantas dúvidas, terá que entrar em ação. Isso quando se tem um plano B...

7 comentários:

Nathane Kissi disse...

Ahh.. o que dizer? Que eu te entendo? Claro, mais do que entender, eu te compreendo (e acredito que isso é até mais importante!) Por quê?? Simplesmente pelo fato de compartilhar com você as loucuras, caretices e dramas que só o melhor signo do zodíaco poderia ter: SOMOS GEMINIANAS! Lindo texto pekena.. sou sua fã de carteirinha! Beijooo grande
A propósito: nunca temos mesmo um plano B =P

Cristhiane Vaz. disse...

"Acho que sou marrenta. Quando me racho no chão, quero levantar e provar que eu sei andar, sim, tá?"

Achei bem a sua cara, mas, sobre o plano "B", devemos ter um plano "C" também, não acha? =)

Luiza disse...

Já é difícil ter um plano "B" e a Cris já tá querendo um "C"

Érica disse...

Ter um plano B, é como se tivessemos a certeza de que o primeiro irá falhar.. Não que eu não concorde com vc, e até acho bem ruim este meio jeito. Mas eu nunca tenho um plano B preparado. Nunca estou pronta pra perder. Talvez seja por isso que eu acho ser mais fácil levantar. Porque errar é humano.. mas permanecer no erro é idiotisse né.. Amo - te pekena!

.° celala disse...

Ah menina, o pior eh q qnd eu perco eu ignoro q eu perdi e conitnuo tentando como se nada tivesse acontecido. O q me fz perder mil vezes a msm coisa.. hauahau mas um dia eu conformo, c vai ver.. To no plano K jah!

Dango Costa disse...

Psso assinar esse seu post como meu?

Aline disse...

eu não tenho planos! muito mais fácil... :P
rs, tah, mentira... mas não ia ser legal se fosse assim?
"Mas dói, o que dói é perceber que não deu certo..."
Triste isso... verdade, isso!
rs

PS: A foto do Dango tah super combinando com oq ele disse... hahahaha

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.