sábado, 15 de setembro de 2012

Causar amor



Não sei se você sabe, mas vejo maravilhas em você. Neste momento você deve estar pensando que sabe disso e finalizaria dizendo que é lindão, assim, como quem diz que horas são. Você não tem freio, só acelerador. Você ama tão bem que eu me esqueço de tudo, eu esqueço do mundo e digo que sou sua. Eu peço em silêncio que possa cuidar de você todos os dias. Gosto do seu sorriso e do jeito que você coça os olhos quando acha algo muito engraçado. Quando você fica triste, sinto vontade de fazer alguma coisa, mover algum objeto, te dar colo ou conseguir apagar o que te magoou. Não quero te causar dor, só amor: é como lhe disse hoje de manhã – o amor não dói. Quero lhe causar amor.

Quero estar com você, te ouvir, abraçar, rir, sendo ao som do Arnaldo Antunes ou Cazuza, não importa, você pode até cantar aquela música do Queen que não tem pé e nem cabeça. Sou apaixonada por você. Apaixonada muito antes de lhe ensinar a fazer miojo com creme de leite e fiquei ainda mais quando te vi descendo as escadas da sua casa cantando Raul, como quem vai dominar o mundo. Você não tem vergonha, olhos castanhos. Você canta no meu ouvido sem pudor.

Quero ser sua companheira, sua confidente. Quero te ver todo dia e quero que nosso beijo tenha o mesmo gosto daquele primeiro que demos (mesmo que a gente não se lembre) e que seja tão forte quanto ele, tão forte a ponto de tirar nossos pés do chão. Quero que o beijo também tenha o jeito do último beijo que demos, que não será o último, mas que certamente tem gosto de amor e que nos nossos olhos permaneça o pedido de fique um pouco mais. É o que eu te peço sempre: fique um pouco mais.

3 comentários:

Bruna Mesquita disse...

Muito lindo ;D
Eu concordo que no amor sempre temos que dar o ultimo beijo como se fosse o primeiro mas com sabor de ultimo,deixar que a paixao continue inflamando em nossos coracoes .

Vi disse...

É, de longe, a coisa mais linda que já li, de alguém pra alguém e, principalmente, de uma mulher para um homem! Há tempos uma leitura rápida não me dava o poder de fazer água em meus olhos, ma este texto conseguiu... Creio que se algum dia eu ler algo parecido destinado a mim, serei o homem mais feliz do mundo e serei honrado em fazer àquela a mulher mais feliz do mundo.
Belíssimo tudo no teu blog! Adorei! Já estou seguindo e linkando no meu.

Vi,
www.bardodataverna.blogspot.com

Daíse disse...

Olá!!!

Li o primeiro post e não consegui parar mais... Adorei o seu blog!!!
Voltarei sempre!!!

Beijos!!!

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.