quarta-feira, 13 de julho de 2011

Não é por não te amar


Eu fico me perguntando quando isso vai passar e me surpreendo quando percebo que quero que passe.  Tento me distrair, tendo não pensar, me envolvo em outras coisas, outras pessoas, mas volto para o mesmo ponto, volto para o mesmo lugar, aquele mesmo momento em que você me deixou. Linha frágil essa da minha vida, pensamento fraco esse meu de querer me libertar. Sentimento forte esse que eu vivi, deve ser por isso que é tão e está tão difícil seguir em frente.  Que destino estranho esse meu, que virada brusca, que pausa, que fim. Sozinha, a gente acaba sozinha, se sentindo sozinha, com gosto de abandono na boca. Que triste a nossa história.

Acho que ando fazendo o impossível virar possível e isso tem me matado aos pouquinhos. Sinto que perdi. Perdi você, perdi aquela vida, perdi quem eu era, perdi toda aquela segurança que eu tinha aqui dentro. Perdi a coragem, a vontade, perdi o respeito e tudo o que eu tinha como verdade. Agora eu fico aqui esperando por alguma coisa que nem sei ao certo o que é. Mentira, eu sei o que é , eu espero por você. Loucura minha? Eu sei. Acontece que eu nunca quis que você fosse e o meu desejo não foi suficiente... Mania estúpida a nossa de achar que desejar ou querer vai ser suficiente para ter algo ou alguém. E eu pedi tanto aqui dentro que você ficasse, falava baixinho enquanto te abraçava. Fica Fica Fica. Fica Pra Sempre.

Preciso dizer o oposto. Agora me surpreendo pedindo para você ir. Parece que meu sossego se afastou de você e eu ando por aí vendo fantasmas de nós dois. É que meu coração já não aguenta mais. Hoje eu me perguntei quando isso vai acabar. Horrível, sabia? Péssima a sensação de não saber o que fazer, como fazer, e eu sei, só depende de mim, só depende do meu tempo. Só que ando achando que sozinha não será possível. 

Eu não consigo parar de pensar no quanto foi bonito. E é isso que deveria mesmo prevalecer, só que é exatamente por isso que eu não consigo seguir. É porque foi bonito de um jeito que eu não consigo imaginar que possa ser de novo um dia. E pior, logo vem a certeza: Não Vai Ser. Por que você desistiu, hein? Eu devo ter feito algo de muito feio mesmo. Eu lembro de um dia, a gente deitado juntos, eu sentia até o seu coração batendo e aí aquele silêncio ruim, silêncio de morte tomou conta de nós dois. E eu senti de alguma forma que você queria ir, que os dias estavam contados e eu afirmei “você não vai agüentar”. Eu deveria ter escutado um pouco mais o meu coração, mas eu estava tão preocupada em ouvir o seu que me esqueci de mim. 

Nosso tempo tem passado tão rápido, eu ainda sinto tudo tão recente. Desculpe, mas eu tenho vontade de te chamar de fraco. Fraco fraco fraco fraco fraco fraco e fraco. De tudo passei pra nada, de alguém passei pra um alguém e agora me diz aí, o que resta de mim pra você? Ainda acha que foi bonito? Ainda acha que vale a pena guardar as lembranças? A sensação é de que eu te atormento da pior forma possível: pode ser culpa, pode ser mágoa, raiva, pode ser uma vontade incontrolável de me mandar a calar a boca. Eu sei, eu sempre falei demais. E nada do que eu falo é para te ferir ou atacar, não falo nada pensando em te afastar. Eu só quero é me afastar, me tirar a dor, os sentimentos ruins, só quero afastar o sentimento de perda, de sonho destruído. Então eu começo a contar pro mundo o que passa aqui dentro.  É mais por mim do que por você. Pela primeira vez.

E eu quero te deixar ir. Ainda não é uma escolha minha porque na verdade sempre foi uma escolha sua. Mas agora eu quero, por mim, pelo meu sorriso que você sempre achou tão bonito. Quero para poder conseguir dormir em paz e principalmente acordar em paz. Ando sentindo falta disso. Porque eu já estou cansada de me ver sozinha, de me sentir sozinha, essa solidão que eu mesma criei para mim. Por isso eu vou, não por não te amar, mas por precisar gostar mais de mim e da vida.

7 comentários:

Georgette. disse...

E se valorizar sempre.

Gabriela disse...

Transformar tristeza em raiva é sempre mais produtivo.
Ele te deixou; como é que você pode ficar dizendo que o ama?! Enquanto você ficar falando do amor por esse cara, nunca vai conseguir progredir.

eu, vc sabe quem eh! disse...

po mano, essa menina ta certa!

e principalmente, le e reele seu ultimo paragrafo!

enquanto isso, tem o truco, a cerveja...e os 2 conselhos!

e os amigos tao ai pra isso!

Maggie May disse...

dores de amor são solitárias, e ecoam por todos os lugares, não adianta fugir...

Lírio Branco disse...

Poxa... Sou sua fã...Me reconheço em cada frase e fico na expectativa de um novo post. Obrigada por existir.

Késia Maximiano disse...

Existem momentos em que fechar ciclos é muito mais que subir degraus: é se permitir viver. É dolorido, eu sei, mas a vida como um todo é...

Bons momentos...
Beijo grande...

J.M.L disse...

Lindo texto, apesar de triste.

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.