domingo, 2 de maio de 2010

Sozinha



O amor pra mim, na minha cabeça difícil, não pode ser pouco ou ter uma certa medida. Eu gosto do muito. Eu sempre quero mais e por isso, não venha atrás de mim apenas com sentimentos pequenos. Eu não gosto de migalhas, não gosto de troco, não gosto de moedinhas e nem de pequenas doses. Sempre fui exagerada, sempre gostei mais do que transborda, lambuza e marca, sempre gostei mais do que eu não consigo esquecer. E o meu amor que pode ter tantas formas pede para ser visto. Eu não quero provas, eu só quero sentir que ele existe. Eu quero beijos, abraços, quero mão, boca, quero amor em um beijo, amor em uma mordida, amor ao caminhar junto.
Algumas coisas andavam comigo, elas pesavam meus passos. E eu me perguntava se deveria ou não compartilhar com você. Eu me perguntava se deveria dizer tudo o que estava me incomodando. Eu precisava dizer que eu queria atenção, que sentia que você não era mais o mesmo, que andava me poupando palavras e carinhos, eu precisava dizer que estava confusa, que pensava na liberdade, que tinha medo de esquecer a emoção. Eu precisava dizer que eu sentia a sua falta.
O que eu não queria era magoar você, soltar todos os dramas, deixando que minhas palavras fizessem curva e os meus medos se transformassem em acusações. Você sabe que eu não gosto de DR. Coisa besta que não leva a lugar nenhum. Eu não queria que você mudasse, eu queria que você entendesse o que eu estava sentindo. Porque se é pra mudar, não é amor. Quando amamos alguém, a gente entrega os olhos pro outro, entrega porque a atenção é grande e o coração fica pequeno pra tanto sentimento. E por isso, eu não entendia por que eu estava sentindo todo esse vazio, todo esse sentimento de amor sozinho, como se ninguém estivesse olhando por mim.
Acontece que hoje, quando eu estava com você, eu esqueci de todos esses medos. Esqueci porque você me acalma, que com você, eu sei que é diferente, que nem todos os dias você estará inteiro para mim. Porque tem dia que o amor não tão colorido feito flor, tem dia que o amor também fica com preguiça, tem dia que a gente esquece do tempero. Desses dias eu quero fugir. E eu sei que você me ama, você sabe que eu te amo de todos os modos possíveis, e eu gosto mais ainda, quando estamos em perfeita sintonia. Quando você me entrega seus olhos, quando o mundo é esquecido por nós.

35 comentários:

Raymara Milhomem disse...

Que texto lindo *-*

[Boa Noite]

Roberta M. disse...

Nara, vc tem noção do tanto que escreve bem e coisas lindas??? Toda vez é um texto mais emocionante que o outro, eita moça mais danada!! Beijos

Menina Misteriosa disse...

Nara, perfeito!
Sua emoção, ao escrever, me conquista!
Parabéns! Por esse dom... e pela maturidade!
Te admiro!
Beijo!

Vêza Lopes disse...

Se vc quer dizer algo, a melhor coisa a ser feita eh dizer, pois depois um nó na garganta vai machucar muito mais.

"Só sei que eu não posso saber se você não disser..." (Querendo falar - Agnela)

Érica Verônica disse...

Narinha,
Você sabe o quanto eu adoro te ler neh. E cada "texto" que passa, eu adoro mais ainda..

Bju florzinha!
Saudadesss

o/

Andréa Silveira disse...

É, é assim... Vc disse algumas verdades. Acho q nao devemos nos conformar com pouco, nem só nos satisfazer com tudo. Enquilíbrio faz a diferença. Ótimo texto e obg pelas visitas! Bjs! =)

Camilla disse...

Lindo texto, que me faz repensar e refletir, que solidão a dois é o pior tipo de solidão que existe...
www.meustesourospreferidos.blogspot.com

Luna Sanchez disse...

Esse é o ponto : nem todos os dias serão perfeitos, como nos sonhos, o que não quer dizer que o amor não esteja ali. Ele está, só que de ressaca. ;)

Beijo.

ℓυηα

Rebeca Amaral disse...

é amiga, essa falta de entrega da parte deles acaba com todo o encantamento do amor. sou igualzinha a você preciso de muito pra me contentar. tem alguns que dão o que precisamos, outros nem tanto...

beijão!

Eraldo Paulino disse...

Quanto mais houver gente que ama e é amado no mundo, teremos uma parcela maior de bondade e generozidade transbordando, embora a falta disso não seja desculpa exatamente aceitável para a maldade e a arrogância.

No mais, feliz por tu, porque tu é tu, Narinha!

Bjs!

jaqueline correa disse...

Algo no modo como você escreve, me lebrou Clarice. Adorei seus textos, me identifiquei com vários.

És bailarina? :D

Ellen Lacerda (Elinha) disse...

Oi linda!
Tem selinho pra vc lá no blog.
xero.

Escrevo Palavras e Choro Poemas disse...

Muito lindo querida! eu tbem sou exegerada, quando sinto é com toda força q posso sentir, mesmo q doa mais tarde, mas é essa intensidade q me faz sentir viva...amei seu texto! fala por mim! bj**

Sônia Silvino disse...

O amor transcende e o teu talento como escritora também!
Bjkas, lindinha!

José Sousa disse...

Lindo, lindo. O Blog está de mais! Bonito o seu blog e o que escreve. Prsabéns. Sou um amante e defensor da natureza. Vivi 14 anos dentro de selvas e savanas em Angola. É pena que o ser Humano está destruindo a riqueza que a natureza nos oferece. Consuulte meus blog's, eles tem muita coisa, com alguns poemas de minha autoria, que poderá ler e deixer um comentário.
www.congulolundo.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com
Um abação.

Naty Araújo disse...

Tirou suspiros daqui, garota.
Vc arrasou.
O melhor é saber que somos amadas... isso é único e tenro.

Beijos.

Ana Carvalho disse...

como diz o velho buk.. mais cedo ou mais tarde algo se quebra, todos somes exagerados.
=*

Sílvia disse...

O amor não quantificável, preso a uma sensação de infinito.

Bruna Fernanda, 23 anos! disse...

muito lindo o seu texto, Parabéns.
Parabpens pelo blog ;)
Vou seguir
bjo

jusandres disse...

Afeee.. Esse final me deixou sem palavras... Portanto, vou deixar apenas suspiros!!! rsrs

Beijos, Ju

Sika disse...

Amooo demais seus textos!
Você tem um jeito de escrever sensacional! ^^
Muito inspirador ;)

E sim, estou aprendendo em quem confiar de verdade. Acho que só com o tempo percebemos realmente com quem podemos contar.

Beeijos!!

Sônia Silvino disse...

Passando e deixando bjkas, muitas!!!

Erica Vittorazzi disse...

É que ainda temos aquela idealização do amor romântico...

eu sei o que é isto!



Beijos

Giovani Iemini disse...

uopa!

L. disse...

Perfeito esse texto, muito lindo mesmo! vou seguir seu blog :D

Andréa Silveira disse...

Hahaha.. estudada? Ai menina, esse mundo de hj em dia faz a gente estudar tanto, né? Fazer o quê? =)
Obg por sempre me visitar! Bjs!

Juliana Oliveira disse...

AMO OS SEUS TEXTOS! A cada dias mais me identifico com eles, sou tbm assim: intensa sempre qurendo mais!! Amei demais, continue assin....
B E I J O S

Essência e Palavras disse...

*Encantada!

Sentimentos expostos. Adorei!

beejo.

Bruna Fernanda, 23 anos! disse...

Tem selo no meu blog pra vc
Bjo e bom fds!

Ana Carvalho disse...

demoora pra atualizar né linda

*** Cris *** disse...

Oi,td bem?
O amor faz cada coisa...
Gostei daqui, bjs!

Hosana Lemos disse...

estamos falando de quem?
de mim ou de você?!

PERFEEEIIITOOO.

Sika disse...

Acho que é o erro, esperar demais por quem não tem tanto a dar.. não para gente. Talvez a outras.

Beeijos querida.

Um ótimo domingo ^^

Mali Melo disse...

AF, nara, não sei nem mais o que esperar de ti. Toda vez que tu se supera aí vem com outro texto perfeito. Fico tipo assim :O KK

"Eu não quero provas, eu só quero sentir que ele existe." Cara, as palavras que tu une se encaixam perfeitamente, mas totalmente fora do óbvio... Amo demais teus textos *o* beijões :*

Ellen Lacerda (Elinha) disse...

Oi linda!
tem selinho pra vc lá no blog!
xero.

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.