segunda-feira, 15 de março de 2010

Sobre as palavras



Eu disse que não estava bem, foi por isso que eu tive aquele surto de sinceridade e verdade. Eu queria atenção, queria ser cuidada. Quando a gente ama, nós cuidamos um do outro, não é?  Eu só esqueci que a culpa era minha, quando eu deveria falar, eu preferi o silêncio e mais uma vez esperei de você o mundo de compreensão.

E eu espero tanto. Eu espero palavras bonitas, espero abraço apertado, espero amor, espero todo o carinho que sentimentos um pelo outro e espero por você, eu espero por nós.

Eu não ou o tipo de mulher complicada que cheira a roupa e procura uma marca de batom na gola da camisa, acho isso brega, é coisa de mulher neurótica da novela das oito. Minha insegurança ainda não chegou no ponto da loucura. E você é mesmo perfeito, do tipo perfeito com suas imperfeições. Você sabe que eu não sou perfeita? Por favor, diga que sim. Desse jeito eu me sinto menos vilã de circo quando brigamos, quando eu entendo tudo errado, quando procuro por vestígios, quando eu me arrependo de ter escrito as palavras erradas nas suas linhas certas.

Não sei se você percebeu, mas sempre temos medo de não ser. Não ser um grande profissional, não ser boa mãe, bom companheiro, não ser uma boa pessoa, não ser um grande amor e principalmente não ser o que o outro sonhou e sempre quis. E é bem nesse momento que deveríamos ser apenas nós mesmos.  Não dá pra ser feliz sendo apenas o outro, seria uma felicidade impura, mentirosa, dessas que a gente não acredita e que tem sempre alguém pra dizer o quanto um ama mais do que o outro ou então que um ama e o outro simplesmente não ama nada.

Por tantas vezes eu quis ouvir seus pensamentos e saber ler todos os movimentos dos seus olhos. Eu não posso controlar tudo o que você fala. Já disse que você tem esse dom? Você fala muito bem, todas as suas palavras soam de forma calma, tranquila e decidida. Eu me perco na minha fala trêmula.  É como se você me mostrasse o caminho. Olha meu bem, é assim. Olha, não faz desse jeito. Olha, eu acho isso e não aquilo.
Homem me assusta com esse excesso controlado de palavras. Fala o necessário. Fala o que acha certo.  Isso às vezes machuca. Dói ouvir o que não queremos. Eu sei que eu cutuco, que eu procuro ouvir, que fico te testando pra ver até quando você vai aguentar não falar o que eu não quero ouvir. Eu sou o oposto, eu falo demais, falo o que não devo, falo o que eu não acho, falo o que eu quero e até o que eu não quero.

Pode ter certeza, hoje eu ainda não esqueci o que você disse. Guardei. Amanhã, daqui uma semana, três dias, pode ser que eu me esqueça. Eu tenho certeza de que vou esquecer. Existem tantas outras coisas melhores para eu guardar. Eu só não vou esquecer que as palavras são livres dentro da gente, tão livres que ocupam espaço dentro da cabeça e que talvez por isso pesem tanto no coração.

38 comentários:

R.L. disse...

Mas palavras sem o lirismo, também não são tão belas assim...

As vezes o mais belo está nas entrelinhas..

Bonito blog, bjs

Rebeca Amaral disse...

Menina, eu acho que isso que tu sentes, todas nós sentimos. Os homens são desleixados, despreocupados e desatentos. E isso acaba com a gente, né? Logo nós, que precisamos de um retorno para nos sentirmos seguras. E eles quase nunca nós dão isso. Pior pra eles, se nos entendessem seria bem mais fácil!
Um beijo, flor. Boa semana pra ti.

Késia Maximiano disse...

As palavras têm um peso imenso, mas quado elas te fizerem chover, tente ler nas entrelinhas. Sempre há algo subentendido que nos permite ir mais além - ou parar duma vez.
Adorei o post, lindona!
Beijo grande!

Fabi disse...

Que encanto...tão perfeitinho..adorei isso aqui.
seguindo esse canto lindo.

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Não digo que os homens são todos uns insensíveis, mas que eles têm muito a aprender conosco, ah, isso tem.
Também falo demais, mas pq minha cara metade fala de menos!

Beijo!

Mali Melo disse...

"Eu não ou o tipo de mulher complicada que cheira a roupa e procura uma marca de batom na gola da camisa, acho isso brega, é coisa de mulher neurótica da novela das oito"
LKAKLASLKSÇALKÇ adorei essa frase!

mais uma vez, ameeei teu post. você escreve os sentimentos! adoro! #)

Naty Araújo disse...

Os homens não são todos assim, mas como a Ana falou "eles tÊm muito que aprender conosco".
Mas também como a Mali disse, mulher assim em dá...

Muitíssimo bom seu post.

Bjos

Roberta M. disse...

Totalmente perfeito e demais, beijos querida!!!

Tania Girl disse...

Que texto lindo, perfeito!!!
SAbe, sou como você, também espero demais e isso é um problemão, com certeza, porque assim também nos decepcionamos demais.
Gostei muito do seu cantinho.
bjinhos

Érica Verônica disse...

Eu e "ele" sempre falamos de menos. E de repente falamos os dois demais.
Aí fica um magoado com o outro, mais de poucas palavras ainda e depois de muitos sorrisinhos, apertinhos, mordidinhas, poucas palavras e começa tudo de novo.

Não gosto da objetividade dos homens. Eles me obrigam a ficar calada também. aff

=*

Carol Carvalho disse...

"Eu só não vou esquecer que as palavras são livres dentro da gente, tão livres que ocupam espaço dentro da cabeça e que talvez por isso pesem tanto no coração."
O pior que é bem assim que acontece né Narinha??
As palavras tomam conta da cabeça e pesam no coração mesmo...

Boa semana, bjos amada ;)

Escrevo Palavras e Choro Poemas disse...

Se eu fosse me expressar sobre o q sinto diria isso tudo, em palavras minhas, mas q teriam o mesmo significado, vc é muito linda querida, espero q tude dê certo pra vc! bj*

Sílvia disse...

Tentar pensar assim...

Fabi disse...

Mulher é um bicho esquisto ama , 'desama', erra e acerta, mas sempre baba por algum canalha.

rsrsrs
constância aqui.
beeijinhos

Lari Rodrigues disse...

A nescessidadee de ser aceito pelo outro quando se está apaixonada, é algo enorme, algo além de nós mesmos.
Mas esse amor, é algo tão lindo, tão sublime, queria tanto estar sentindo isso, vou ter que ligar pra oi e perguntar se eles desbloqueiam gente também.

Beeeijos!

Déia disse...

O amor não precisa de testes, de ser provado...
O amor deve ser sentido...
O amor deve ser amado...

bj

***MissUniversoPróprio*** disse...

Nossa, flor... que lindo.

Soou como um desabafo, algo de uma sinceridade sem fim.

Uma delícia, como sempre.

A cadência de teus textos me encanta ao te ler, sempre.

Beijos, flor. E sobre o comment lá...a carta levou meu toque, minha letra e meu cheiro... espero que ele goste.

;)

Naty Araújo disse...

Querida, tem um Selo pra ti em meu blog.
É o último do lado direito, vê lá.

Bjos, espero que goste.

Sônia Silvino disse...

Um desabafo que nos envolve! Nunca tenha medo de desabafar! Faz bem para a pele e pro coração!
Bjkas, guriazinha linda!

Ana Carvalho disse...

sabe o mais estranho.. normalmente eu tô sempre com pressa e nunca me dou ao deleite de ler esse tipo de coisa "longa" pela net..
mas no seu blog eu começo a ler.. e quando vejo ja acabou, e eu fico querendo mais.

http://laislabonitta.blogspot.com/

Lelli Ramz disse...

Algumas conversas são necessárias..
alguns surtos são proveitosos


e guardar.. a guardar as falas pode at ser bom... mas nem sempre ficar lembrando traz

bem

bjinhus
Lelli

Luna Sanchez disse...

Uhun, no dia em que eu cheirar a camisa, procurar marcas de batom, revirar a carteira e o celular, terei deixado de ser eu.

Beijo, beijo.

ℓυηα

LUZIA disse...

'E eu espero tanto. Eu espero palavras bonitas, espero abraço apertado, espero amor, espero todo o carinho que sentimentos um pelo outro e espero por você, eu espero por nós.'

Lindoo... assim como seu blog!

E obrigada pela visita :)
Bjos

Hosana Lemos disse...

'Não sei se você percebeu, mas sempre temos medo de não ser.'

concordo demais!!
nos preocupamos tanto em não conseguir ser isso ou aquilo, que esquecemos de ser apenas, ser apenas nós mesmos.

adorei

Erica Vittorazzi disse...

Impulsiva!!! Também sou assim, falo coisas demais, para me arrepender depois. Mas, sempre peço desculpas... e prometo aprender!!

beijo

Escrevo Palavras e Choro Poemas disse...

Passando pasa te desejar um linda noite!bj* querida!amo quando vc me vizita!

Sílvia disse...

E é muito bom,às vezes sentimo-nos perdidos e o sol ajuda :)

beijo

Carlitos Rua disse...

Pode ter certeza de uma coisa... nem todos os homens são assim!!! entendo mto bem o seu desabafo, pq já fui um "homem" assim... mas hj consigo olhar não pelo meu lado.. mas sim do seu lado.... espero que vc esqueça logo as palavras ditas, e que se recupere antes do esperado. Conte comigo...
Abraços!!!!

***MissUniversoPróprio*** disse...

Será ótimo, flor. Tenho certeza.


Sob o form, fuçando, flor, fuçando!

Primeiro eu ativei o blog lá, onde tem Settings > Services > Blogger

Depois eu fui em WIDGETS (do lado de services) e copiei o código e coloquei como target no blog (funcionalidade de terceiros).

=D

=**

Athila Goyaz disse...

Uma bela carta de amor pra depois de uma bria!

adorei!
bjus

Sônia Silvino disse...

Tenha um ótimo domingo!
Bjkas, minha querida!

***MissUniversoPróprio*** disse...

Obrigada pela força, Narinha. Tuas palavras são sempre e sempre um doce e suave afago.

Beijo grande, fica com Deus. Gosto muito de ti, viu?

Desirée disse...

Que texto lindo, uma forma de se expressar sem explicações... Estou seguindo seu blog, amei.

Mariana disse...

Nara vim conhecer o teu espaço, e deparo-me com um texto magnífico.
Gostei bastante.

Juliana Oliveira disse...

- Amei o seu blog, tão lindo. Vc escreve tão bem. Vou te seguir pois não consigo parar de ler. Esse título é uma música do Jay Vacquer que amo muitoooo!!! Beijooo

Déia disse...

Oi Flor,

Como estamos hoje? ja leu seu horóscopo ? rs

bj

***MissUniversoPróprio*** disse...

O silêncio às vezes conforta mais que o discurso. Obrigada. =*

ST disse...

muito profundo que ate me fez chorar um bocadinho! um beijo virtual

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.