terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Aperte o start




O fato é que tudo na vida tem uma primeira vez. T-u-d-o. Ninguém nasce sabendo ou com a experiência já agarrada na memória. Cada dia é novo, às vezes parecido com o de ontem, mas sempre com um detalhe a mais ou a menos. Os acontecimentos vêm com o tempo e a primeira vez é só a consequência disso tudo. A vida é um ciclo, e se na natureza nada se cria, tudo se transforma, e definitivamente nada surge do nada, a primeira vez é apenas um botão de start.

Primeiro bater do coração, primeiro movimento das pernas, primeiro dia de vida, primeiro passo, primeira palavra dita, primeiro dente mole, primeiro dia de aula, primeiro tombo de bicicleta, primeira menstruação, primeiro beijo, primeira nota vermelha, primeiro eu te amo, primeira melhor amiga, primeira briga, primeiro porre, primeiro emprego, primeiro marido, primeiro filho, neto. Primeiro.

Não adianta fugir. O primeiro tem que aparecer, aí sim vem o resto. E o primeiro nunca vem sozinho. Acompanhado com ele vem o medo do desconhecido, a insegurança, uma série de será, por quê e como assim. O primeiro traz a dúvida, a incerteza e o medo de errar. Mas ele não é tão vilão, o primeiro também traz o friozinho gostoso na barriga, sensação de dever cumprido, de que tudo deu certo, o sorriso de vitória no rosto e o sonho realizado.

Se não fosse a primeira vez não existiriam as milhões de histórias da nossa vida. Daquelas que a gente senta no sofá com as amigas comendo biscoito e as risadas vão aparecendo, assim, sem pedir licença.  Dessas dos dias de domingo no almoço na casa da avó. Do momento gostoso com o namorado, um olhando para o outro como cúmplices.

Não tem que ter medo, tem que estar preparado. Para que tudo se transforme é necessário um certo cuidado. Um bolo tem que ser preparado para então virar mesmo um bolo, do contrário é um monte de massa com ovo e açúcar. E assim são as nossas milhares de primeira vez, tem que medir os ingredientes, entender o que pode acontecer, as consequências, as novidades, as coisas boas. Afinal, depois de uma primeira vez tudo pode mudar, e certas reações químicas são irreversíveis. 

26 comentários:

Sil disse...

Flor...

Que delícia de post heim...
Caramba.. tô até impressionada...

Vc é demais!

;)

Um beijo que não é o primeiro..r.s.rs

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Há de se ter a coragem necessária para enfrentar as adversidades que o novo sempre traz.
Mas a vida é uma sequencia de novos acontecimentos, não?

Beijo!

°•~ ∂ąnnι °•~ disse...

Narinha, flor!

Que gracinha de texto...nada como a primeira vez em tudo nas nossas vidas. A partir dela vem a experiência e o amadurecimento necessario para todos!

Bjs! Ziziga!

=)

Carol Carvalho disse...

Flooor,
que post interessante.. Lendo que parei para pensar em quantas primeiras vezes me deparei em um curtíssimo período de tempo..
Totalmente verdadeiro que vc escreveu ai...
E o mais importante é que não podemos nunca ter medo de apertar a tecla start!
Adorei,
uma maravilhosa terça pra quarta pra vc!
bjOs

***MissUniversoPróprio*** disse...

Eita que bacana, flor. Post maduro. Na verdade, sempre acho tuas postagens e ideias bastante maduras.

É verdade, para tudo há uma primeira vez, que será somente a primeira de muitas vezes.

E sobre lá no blog, pois é, flor...engraçado que quando eu vi o cidadão pela primeira vez, me interessei. Mas bastou ele mostrar interesse, eu perdi o meu. E a sensação que eu tinha era de desconfiança. Nunca consegui acreditar em nada do que ele dizia. Era como se nunca encaixasse.

Beijocas, querida.

Érica Verônica disse...

Nossa.. Que delícia o seu texto, amiga.

Quer saber de uma coisa: tenho medo de "primeira vez" de qualquer coisa. Mas eu arrisco. Afinal se não vier o primeiro, não pode vir o segundo, terceiro, quarto e assim sucessivamente, neh.

Bju florzinha
o/

❀ Déia Musso ❀ disse...

Amigaa

amei o texto!
Pura verdade.
Vivemos de primeiras experiências, em tudo.

queridona, passei pra agradecer a preocupação, já estou me recuperandinho...rs.

ótima quarta tá?
bzoo

Rosa Canela disse...

Bom por falar em Primeiro ato ...esta é a primeira visita por aqui e estou encantada com seu post a forma clara com que vc escreve é como ja disse encantadora ...

Quanto ao Post..e tem coisa mais gostosa do que o friozinho na barriga das primeiras coisas..?? Acho que não!
Parabéns !!!

Estarei aqui sempre ...

Beijos

Rosa Canela

Luna Sanchez disse...

Nara,

confesso que estreias não são meu forte.

Nunca foram.

Beijo, florzinha.

* Adoro reações químicas. Rs

ℓυηα

Sônia Silvino disse...

Narinha, por isso "a primeira vez a gente nunca esquece"!
Bjkas e ótimo fim de semana, amiga!

Athila Goyaz disse...

é isso mesmo...sempre tem o primeiro pra tudo.

E eu adoro vivenciar esse primeiro pois ele tem um gosto diferente mesmo!

e que venham muitos primeiros em nossas vidas né?!

bjux e ótima semana pra tih! :)

Menina Misteriosa disse...

Lindo, Nara!
Sabe que eu sinto falta do sentimento, do friozinho na barriga? Como se eu quisesse descobrir algumas coisas de novo...

Me fez refletir, linda. Gostei!

Bom final de semana,
Beijos

Marcelo Mayer disse...

o primeiro fora da vida é inesquecível, a primeira gozada nem faço idéia quando foi.

meus instantes e momentos disse...

belo texto.
Muito bom vir aqui...
Existem coisas que continuam sendo a 1a vez sempre...
Tenha um feliz final de semana.
Maurizio

Se7e/5 disse...

Tu é memo mulhé corajosa! Então deixo um belíssimo comentário lá no teu céu da boca e você nem saboreia?!!!!!! Isso é medo de quem manda em você ou é mesmo burrice sua? Estou mais inclinada para a "first" hipótese. Ou ainda és muito jovem e não tens, por enquanto, vontade própria.

Mas, olha aqui ó moça, vou deixar o mesmo comentário aqui neste espacinho que é só teu, ok?
aí vai:


Tá no brinco, moça? Não brinca com coisa séria. Amizade de homem é coisa fodida. É cimento puro, muro de betão, granito azul. Mas lá pra longe da mulher do outro, porque o filho da puta do melhor amigo está sempre de olho nas mamas fartas da mulher do outro. E sempre desejando comer a bunda da mulher do melhor amigo. E até imagina um swing (não é marca de carro), para acalmar a consciência; amigos dão a comer suas mulheres, um ao outro, considerando uma troca justa. O mais fodido é que, normalmente, o marido da gorda feia é que sai a lucrar. Amigo é assim mesmo, sempre pronto a ajudar, sempre pronto para enfeitar testa do amigo. Tudo no mais perfeito segredo. De vez em quando acorda e dá um abraço de Judas (nunca um beijo)ao amigo e lava suas mãos de Pilatos. Depois continua dormindo e sonhando até foder o carrão contra o tal muro de betão ou granito azul e a última coisa que lembra, quando acorda numa cama de hospital, é o par de mamas e a bela bunda da mulher do melhor amigo. Acordar pode ser um choque mortal quando se tem o azar de abrir o olho e ter uma imensidão de mulher gorda e feia contemplando-o. Na conclusão, nosso melhor amigo merece nossa melhor mulher. Que pode ser a dele, kuákuákuá... Foda-se, já não se pode confiar em ninguém.
Quanto ao resto dos tópicos sobre homem, não há muito para dizer; homem embriagado é um homem fodido e acaba por não foder nem deixar foder e tudo que consegue é foder a paciência a quem até gostava de ser fodida.
Conversa de homem, é sempre conversa de mulher e no trio é igualzinho à mulher mesmo; ficam sempre falando do que sai primeiro, assim, "esse, também, que não abra os olhos! A mulher ja se fez a mim e um dia destes como-a". E com a crise que corre, fome não falta por aí. Não de "bife" de quatro lábios.
Quanto aos beijos de homem, lá pra longe e bem longe, não vá acordar aqule bichinho gay que há em cada bunda de homem ou até mesmo no pirilau que até não se importava de comer bunda de melhor amigo. Foda-se, lá bem pra longe porque prazer anal, pra estes lados, só tem sentido de saída. Pensar que o prazer da saída pode ser o mesmo prazer de entrada, é uma merda. Troço é troço, pau é pau. Ui, até dói, como diz a maria.
Homem é máquina fodida.
Bom fim de semana.

***MissUniversoPróprio*** disse...

Ow flor, abraço mais que aceito! \o/

Obrigada por me lembrar do anel, viu? Beijocas!

Miss

Sônia Silvino disse...

Narinha!
Tem presente pra ti em:
http://soniasilvinothebestblogs.blogspot.com
Passe lá!
Bjkas!

Marcela disse...

fikei com vergonha d comentar dposi d tanta coisa! hauahau =x

Vêza Lopes disse...

Eu odeioo primeiras vezes, sempre fico amedrontada... Mas temos que nos acostumar, elas sempre estarão em nossas vidas...

Carol Carvalho disse...

Oi minha lindinha!!
O ruim dessa internet e que os amigos estão sempre longe né?!
Queria morar mais pertinho pra poder te dar uma beijoca agora e mostrar que sempre estamos aqui!!!
Ainda não sabemos o que vem, menino ou menina mas estamos bem anciosos!! rs

bjOs linda, meu e do bebê!

Luiza disse...

eu apertei no "start", falei!

❀ Déia Musso ❀ disse...

Oi linda!!!!
Boa a cartinha né?!
haha


linda semaninha

bzoo

Déia disse...

Ai ai muié!! Dorei... me zoguei.. até apertei aquele start kkkk mas a foto só ficou maior... segui seu conselho, ué, experimentei...tentei o novo...

Vamos construindo quem somos e em que nos transformaremos a partir do primeiro passo...e assim sempre será!

bjkas

KG disse...

E acrescento: tudo a seu tempo... Mesmo uma primeira vez somente acontecerá quando houver um momento reservado a ele; aí, teremos uma incrível experiência de aprendizado e vivência!
Aproveitemos essa oportunidade!
Td de bom, Na!
Bj

❀ Déia Musso ❀ disse...

Oi linda!

Td bem por aqui?

Passei pra dizer que já estou 100% de volta....rs...

bzoo

***MissUniversoPróprio*** disse...

Corações apertados e emoções transbordantes...assim que é bom. Eu gosto, você não? ;)

Beijo, flor, obrigada pelo carinho!

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.