sábado, 28 de março de 2009

Tédio

Uma pequena crise de pensamentos

Então você acorda, bom dia, quero dormir mais.
Não parece que tem algo fora do lugar? É a cabeça que começa a doer, as costas que pedem por cama, os olhos que querem adormecer. Não importa o que é, aliás, às vezes você nem sabe ao certo o que quer, é só uma vontade inexplicável de alguma coisa.
Qualquer coisa quase nova, qualquer coisa que se mova...
Pode ser fome, sério. Comer ajuda, você ocupa a mente, já tentou mastigar 25 vezes? Dizem que faz bem. Eu sei, é difícil, antes da nona mastigada já tá a safada da comida querendo descer goela a baixo. Daí fica só uns pedacinhos pra você mastigar...
.
É o tédio. Sabe como eu imagino o Tédio? Pra mim é um senhor, um “cara” de 85 anos. E ele fica sentadinho numa cadeira mega confortável com uma bengalinha na mão direita. Careca, ele é careca... E a cada 10 minutos grita que alguém faça algo por ele. Ele usa um suéter marrom, uma blusinha cinza por baixo, a calça também é marrom.
Às vezes ele tosse, tá bem de saúde, mas acha que vai morrer no próximo minuto. Culpa nossa, ele sabe que a qualquer momento ele pode sumir de nossas mentes. E aí vem a euforia. É um garotão. Vinte e cinco anos, sangue bom, corpo malhado, bermuda vermelha e sem camisa. Nem comento o sorriso do rapaz... E ele fica dizendo “Pula, pula, me chama de piscininha, gata!”. Sentimento assustador e extremamente excitante. Pronto, falei! É pior que a Dona Lina [Adrenalina, hein? Hein? Tendeu o trocadilho?].
Sentimentos e associações à parte, eu estou entediada.
Uma sensação de que tem algo fora do lugar. Uma bagunça ao meu redor. Vontade de trocar de roupa, a minha parece apertada. Cansada de mascar esse chiclete, mastiguei mais de 25 vezes, credita? E nem engoli!
É o vazio, é o silêncio, é a falta de voz humana, de contato, de pessoas, falta de ouvir gargalhadas.
.
Sabe quando alguém te diz que você está se sentindo o último biscoito do pacote? Eu sei que a pessoa quer dizer que você se acha “o” importante, mas me parece tão contraditório! O último biscoito do pacote. Talvez nem comido ele vai ser. Talvez esquecido, talvez os outros 11 biscoitos tenham sido suficientes e pra que mais um? Sem contar que o último biscoito do pacote sempre fica amassadinho, quebradinho, largadinho, aos pedaços... E se você virar o pacote? Taram! O último biscoito será o primeiro!
Eu quero ser o primeiro biscoitinho. Aquele que você abre na fúria o pacote, com fome, com vontade, dá a primeira mordida e parece que foi parar no paraíso!
Imagina os biscoitos do meio? Que coisa, os biscoitos do meio sempre serão os biscoitos do meio. Medianos.
E a diretora da escola dizia: “ Vocês só querem saber da média! Tem que ser o melhor, tem que ficar acima da média.” , ela tem razão. Se for pra fazer algo, por que não ser o melhor? Por que não se esforçar? Não é pra dá certo? Mas é difícil, é complicado. Já reparou o mundo competitivo que vivemos? Um querendo comer o fígado do outro. Medo de vocês! Aí me acostumo com o seguro mediano, aquele que me deixa quieta, apagada, sem muitos olhares. Aquele que me faz voltar pro tédio.
O que me faz voltar pro começo do texto. Talvez seja isso. Essa média. Eu preciso de extremos, baixo demais, alto demais. Não importa. Um alvo, algo para querer alcançar, algo que me faça ver o garotão de bermuda vermelha! Uma piscininha para eu pular!
Eu preciso do Exagero. Uma peruona, de batom vermelho, blusa preta com uma leve transparência, um regatinha de oncinha por baixo, cheia de acessórios dourados e um sapato bico fino, aqueles de matar barata no cantinho!
É hora de ousar, sabe?

8 comentários:

Luiza disse...

Adorei esse texto!
Ficou muito legal! Adoro ler as coisas que você escreve!

Ana Elisa disse...

"Eu quero ser o primeiro biscoitinho. Aquele que você abre na fúria o pacote, com fome, com vontade, dá a primeira mordida e parece que foi parar no paraíso!" ui*

Sei, sei, ja passou a hora de ousar! Tb to cansada da média! Comofas?

Ps: Amei o texto! ^^

.° celala disse...

Pula, pula, me chama de piscininha, gata!”... eu fui capaz d rir litros disso..
vc ja cntou que um pacote tem 12 biscoitos? :o "Um alvo, algo para querer alcançar, algo que me faça ver o garotão de bermuda vermelha" .. posso botar no nick??/ hauhaua adoreiiiiiiiiiiiiiiii


=*

Érica disse...

Sabe, esse tédio que vc falou, pois então. A muito tempo tenho reparado que acabo viviendo todos os dias iguais. E cada dia da nossa vida é único. E aí paro pra pensar.. "poxa o dia 30/03/2009 nunca mais vai voltar. O que eu fiz com ele? O que eu vou guardar deste dia? Bom se eu não lembro do que eu fiz de manhã, por ser tão igual aos outros dias, vou me lembrar de jeito nenhum de um dia tao igual aos outros.. Aff tédio é um veneno pra alma. E eu ultimamente to tomando tédio todos os dias. Tomara que ousar seja um antídoto para o tédio. Vou experimentar. Tem contraindicação: Vai saber , neh. Tomara que não..

Dango Costa disse...

Vc sabe q o q minha vida menos é, é constante... mas eu sou o biscoito do pacote um pouquinho pra cima digamos.
Belo texto! Vc sabe o que eu penso disso... o 1º passo pra mudar é perceber.
Bjunda

Del Lopes disse...

Eu ia comentar, mas a Ana fez meu comentário inteiro antes de mim... sério. Idêntico. Então considere isso um "[2]" pro comment dela

Del Lopes disse...

P.S.: "Tatu que diz Ni" XD

Aline disse...

Nossa, vontade de comer Passatempo...
rs

P.S.: "Tatu que diz Ni" XD [2]

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.