terça-feira, 20 de julho de 2010

Olho no gato



Pode parecer besteira minha, mas hoje estou confiando mais no meu sexto sentido. Eu nunca dei muita bola pra ele, pra mim isso não existia ou era coisa de mulher na TPM. Confundo sentido com vontade. Só que a vontade é muito mais errada, muito mais humana. O sentido é bem mais animal, é coisa de cheiro, olhar e tato. É para poucos.
É muito difícil eu não gostar de alguém. Sou bem do tipo oi-tudo-bem-abraço-beijo-e-sorriso-largo-na-boca. Eu gosto das pessoas, gosto de conhecer, gosto de ouvir sobre a vida, sobre a história, ouvir sobre o coração. Não julgo no primeiro momento e demoro horrores para começar a entender como Fulano é e o que Fulano quer. Sou meio ingênua, sabe? Meio boba, meio oba oba ele é meu amigo. A gente se engana mesmo com as pessoas.
Eu tenho lá minha dose de esperteza, meu sexto sentido de onça. Não consigo confiar em certas pessoas, só de olhar a gente sente o arrepio e o olho gordo. Gente feliz demais, legal demais, bom demais, que torce demais, que diz te querer bem demais. Acredite, existem pessoas que estão perto só para conferir sua felicidade, saber se é aquilo tudo mesmo que você disse, saber se é aquilo tudo mesmo que disseram.  Tem gente que gosta de conferir seus defeitos bem de perto, só pra se sentir melhor por não ser assim e ser assado, porque assado é muito mais bonito.
No primeiro momento eu achei que fosse besteira minha, coisa da minha cabeça louca e insegura. Mas não, faz sentido, muito sentido.  Então me deixe com meus sentimentos e sentidos, hoje eu quero ficar quieta pensando no quanto acharam que eu sou tola. Ainda bem que não confiei, ainda bem que eu sabia em que tipo de chão eu estava pisando.

28 comentários:

Déia disse...

Hehe...sempre confiar em nossos sentidos!!! Sempre!!

Eles podem muitas vezes nos salvar!

Os meus sentidos, estão sempre ligados!

bjs

Andréa Silveira disse...

É assim msm Nara, me identifico com vc em algumas coisas, lembro q tinha 14 anos qdo minha mae me ensinou a ter cuidado com essas pessoas que te elogiam demais... Confie em seu sentido, confie em vc. Bjs!

http://meuprojetopiloto.blogspot.com/

Allyce Teixeira disse...

tudo o que tu falou aí eu rezo pra todo mundo descobrir um dia, porque pode acreditar, já passei por isso.
as pessoas me assustam. haha amei o texto!

Marina Cavalcante Lacerda disse...

Pessoas verdadeiras não te dão flores o tempo inteiro, te dão broncas também, conselhos, alertas... esses sim, sao amigos verdadeiro.

Eu sou do tipo que preciso conhecer muito, pra me abrir, passar a confiar, me mostrar mesmo...
enfim, coisas da vida, que servem de aprendizado.

Um beijo, flor!

Carol disse...

rsrs.. tbm sou desconfiada, quando alguem vem agradando demais é bom ficar atento! Claro que quando é alguem de plena confiança não ha problemas, mas mesmo assim é bom confiar nos sentidos! Tem mta gente mal intencionada por ai!

Beijos

Roberta M. disse...

Sexto sentido é primo irmão do acaso, pai dos distraídos, custa nada ficar de butuca ligada né querida, beijos e feliz dia do amigo

Dai disse...

Ai que "meda" o0

Eu também desconfio de pessoas com síndrome de Pollyana, detesto, não é natural...

sei lá

=*

Ellen Lacerda (Elinha) disse...

Confie sempre no que vc sente, e desconfie sempre de quem elogia demais.
Quem realmente nos ama elogiará, mas puxará nossas orelhas quando necessário...
xero!

Eraldo Paulino disse...

certa vez eu ouvi de um padre muito sábio que não devemos confiar 100% nem nos próprios padres. O ser humano, na verdade, vive a milímetros do herói e do genocida em nós...

Eu também não sou muito de desconfiar das pessoas, mas, confesso, que uma dose a mais de precaução não costuma fazer mal a ninguém... e tem vezes queeu não vou com a cara das pessoas de graça e geralmente não me arrependo, confesso

Bjs Narinha! E lembre-se: Você é a polva (sempre acerta!)

Luna Sanchez disse...

Inverter os valores e achar que quem é legal não presta e que é bonito ser feio (rs) também não nos leva a nada, certo?

O mais difícil do sexto sentido é conseguir identificá-lo, conhecê-lo. Dar ouvidos a ele até que é fácil. ;)

=**

ℓυηα

FLUZE disse...

Confie mesmo no seu sexto sentido, porque existem pessoas ruins no mundo então temos que saber nos defender delas.. :x

Juliana Oliveira disse...

Amei o texto. Vc é sempre tão envolvente e cheia de atitude. Continue assim, imensos beijoooos

A!!ªN disse...

sou igualzinho, só no ponto de confiar em primeiro momento que eu não sou, sabe sempre fico com um pé atrás e ás vezes me faço de bobo, ou deixo a pessoa pensar que está me enganando, enquanto isso corro atrás do que é meu.

bjo

Rebeca Amaral disse...

isso mesmo, é aquela velha história de acreditar desacreditando. temos que saber delimitar certinho as barreiras da confiança, pra não levar um tombo grande.

e à esses sanguessugas de felicidade alheia, fica o nosso desprezo!

/hunf

beijão, flor.

Erica Vittorazzi disse...

Também sou do tipo que todo mundo é bom até que me provem o contrário.
Mas, tenho um sentido de bruxa e uma intuição então...


beijos

Athila Goyaz disse...

Eu dou até uma certa abertura, a minha casa, conhece a minha família, mas no primeiro deslize, corto a cabeça! rs

Menina Misteriosa disse...

Narinha,
gosto da realidade dos seus textos. E com esse, em particular, me identifiquei muito!

Beijo!

MeninaMisteriosa

Sika disse...

Certíssima. Acho que todos temos um "sexto sentido". Não o sei bem...
mas muitas vezes sou muito racional, as vezes até demais.
As vezes esta "racionalidade" me tornava rude com as pessoas... =/
Aprendi com isso também.

Tem pessoas muito negativas, que chegam perto de nós de nos deixam mal .. sei lá.. parece que são pessoas que sugam sua energia boa, sua felicidade.

Bom, estou "de volta" haha


Beeijos querida! (:

Ana C disse...

Esse post, novamente, está a minha cara(meu sexto sentido diz que você é bem parecida comigo ^^). Esse segundo parágrafo, então. Era tudo que eu queria dizer e não sabia como. Mas é que a inoperância anda muito atacada esses dias.
Amei,Nara!

;*

Alinelfa disse...

E eu queria aprender a confiar na minha intuição =/

=***

Sika disse...

Sim, a dor aos poucos vai se dissipando e ficam todas as lembranças boas dele (:

Muito obrigada por suas palavras ^^

Bom, att o layout do blog... inspirado na infância, risos.

Enfim, depois passa e diz o que achou da cara nova =D

beijos!

Rodolpho Padovani disse...

Ah, a gente se engana e se surpreende muito com as pessoas, mas devemos confiar sempre nos nossos sentidos, pois dificilmente erramos...
Gostei daqui!

Bjs =)

Huga Kátia disse...

Nossa querida! q bom q vc está alerta, q pena q existem pessoas assim, Q tudo der certo pra vc, bj**

Raymara Milhomem disse...

As vezes é bom confiar nos nossos sentidos.
E que bom que você sabia em que tipo de chão estava pisando :)

Beijos [Filha do Meio]

Déia disse...

rsrsrs tive que apelar, né?

kkkkk

Saudades de vc!

bj

Vanessa Sagossi disse...

Verdade. Eu também sou um pouco parecida com a sua descrição de você. Mas temos que tomar cuidados. Porque nada é como a gente acaba achando no final.

Beijos,
Vanessa Sagossi,
comentandoofilme.blogspot.com

Nini C . disse...

Oi, adorei seu exto e o seu blog também, jáh estou seguindo, beijos...

Deni Maciel disse...

olá


passei no blog da déia

vim conhecer seu cantinho
e achei mto interessante
conteudo pessoal mto bm textualidado e desenvolvido.

gostaria mto [se permitires]
de vir mais vezes comentar e participar do seu blog *-*


abraços e ótima semana
e descurpe qualquer coisa
xD^

Aviso

As imagens usadas neste blog são retiradas do nosso amigo Google. Caso seja uma imagem sua, peço que me comunique, assim, colocarei os direitos. Obrigada. Peço sua compreensão.